Memórias de Jaguariúna

Carnaval de Jaguariúna: do tradicional corso até os bailes nos clubes e na avenida

por Gislaine Mathias em 16/02/2021 Corso de carnaval de rua da década de 1930 em Jaguary (Foto Casa da Memória Padre Gomes)No passado, a tradição de sair fantasiado, com o tradicional corso, agitava o pacato distrito de Jaguary.
O corso era uma manifestação cultural de antigamente, que promovia desfiles carnavalescos utilizando carros. De acordo com Helena Regina Mafra, as pessoas se fantasiavam, enfeitavam o carro e davam uma volta pelo distrito em desfile num carro conversível. 
 
“Essa foto foi tirada no quintal da casa do Poltronieri, por volta de 1938, onde funcionava a ferraria do meu avô Humberto Mantovani, na Rua Alfredo Engler, na época era Floriano Peixoto e o meu tio Odone está na direção do carro”, relata Helena completando que a família Mantovani sempre foi bastante festeira e essa comemoração reunia a família e os amigos da rua, onde predominava a alegria.

A foto mostra o corso de carnaval de rua da década de 1930, sendo dirigido por Odone Mantovani. Também fazem parte da foto: Lavinia Mantovani e Amabilia Ferrari. Julieta Bergamasco, Zenaide Frachetta e Ana Novaes. Menina é Derci Mantovani e o menino Irineu Mantovani.
 
Clubes
 
Ainda destacando os antigos bailes carnavalescos em clubes e espaços fechados, os moradores de Jaguariúna dançavam ao som das tradicionais marchinhas, no Cine Odeon e na Sociedade Amigos de Jaguariúna. 
 
“Eu gostava muito de carnaval e frequentava a Sociedade Amigos de Jaguariúna, sempre acompanhada pelos tios”, relata Helena Regina Mafra sobre os carnavais da década de 60.
 
“Eu me divertia muito e os bailes terminavam por volta das 4h da manhã”, ressalta Helena completando que era um acontecimento no distrito e muitas pessoas que vinham de outras cidades, a gente só se encontrava em carnaval.    
 
Numa nova fase, os carnavais de salão eram animados no Jaguar Tênis Clube, com cobrança de ingressos até que a festa se popularizou tanto que a folia ocorria de forma gratuita, no ginásio Azulão.  
 
Na avenida
 
Com o passar do tempo, os carnavais de salão deixaram de ser atrativos e os foliões invadiram as ruas em eventos abertos.
 
Jaguariúna resistiu a essa mudança por um determinado tempo, mas em 2002, era realizada a primeira edição do Carnaval nas Estrelas, com bailes e matinês, no Centro Cultural.
 
Já em 2009, o Carnaval tomou um novo rumo, com a Estação Alegria, unindo blocos, bailes e shows com grandes atrações musicais, como, Jorge Ben Jor e Jana Lima. 
 
Desde que ganhou as ruas, o local mais tradicional para a Folia de Momo foi o Centro Cultural, que por muitos anos, se transformou em passarela do samba.
 
Na fase atual, a animação passou a acontecer na Praça Umbelina Bueno, com o bloco Siricutico da Onça e também com a animação de outras bandas, como a Valquíria.
 
E neste ano, 2021, em virtude da pandemia do coronavírus, a banda Valquíria fez uma live carnavalesca para levar alegria aos foliões de Jaguariúna, organizada pela Secretaria de Turismo e Cultura.
 
 
Compartilhe:
Comente: