Estrela da Mogiana

Notícias > Estrela em Destaque

História de união entre mãe e filha é destaque no Jaguariúna Rodeo Festival

por Gislaine Mathias em 21/09/2019 Maria Eduarda num dos principais pontos turísticos de Jaguariúna (Foto de Gislaine Mathias) Uma jaguariunense no reinado do Jaguariúna Rodeo Festival. A jovem estudante de veterinária da UniFAJ, Maria Eduarda Pinto Catão seguiu os passos da mãe, Adriana Dal’ Bó, que na década de 80, também participou do concurso de Rainha do Rodeio de Jaguariúna.  
 
Maria Eduarda conquistou a faixa de Princesa da festa, após votação pela internet, quando recebeu 120.005 votos. “É uma satisfação imensa e um sonho que estou realizando, graças as pessoas que tiveram a confiança em mim e que disponibilizaram o seu tempo para me ajudar. Eu cresci ouvindo as histórias da minha mãe de como foi ter participado do concurso do Rodeio de Jaguariúna, e desde então, tenho essa vontade de participar”, relata Maria Eduarda.
 
Ela analisa que não foi fácil, pois precisou de muita batalha e muito esforço. “Mas graças a Deus, eu tenho amigos, familiares e conheci novas pessoas que Deus enviou pra me ajudar. Sou nascida e criada em Jaguariúna, tenho 20 anos e faço veterinária na UniFAJ, e com esse título estou representando a minha cidade e todos que votaram em mim”, enfatiza Maria Eduarda completando, que muitas vezes, as pessoas não acreditam no potencial de um sonho.
 
Maria Eduarda conta que duas meninas entre as 25 selecionadas não quiseram participar do concurso. “Foi aí que recebi minha grande oportunidade. As fotos e maquiagens já estavam acontecendo quando eu recebi a ligação”, relata a jovem.
 
“Foi bastante empolgante e foram 24 horas de votação, e consegui ganhar com 204.207 votos, sendo uma das cinco finalistas. E na parte final foram 48 horas de votos, então, foi ainda mais difícil. Eu fiquei 42 horas sem dormir votando sem parar, com os amigos e familiares”, relata a jovem que teve experiências boas e ruins, mas destaca que a participação serviu para o seu amadurecimento.
 
Ela se mostrou uma apaixonada pelo curso de veterinária. “Eu morei em sítio por oito anos e criei uma proximidade com os animais. Meu avô Geraldo foi importante nessa história e sempre tive gatos e cachorros. É um curso gratificante, pois zela pela vida e bem-estar do animal. Uma promessa minha é ajudar os animais, independente da pessoa ter condições de pagar ou não, pois além do dinheiro, existem os nossos princípios e os animais são almas muito puras”, ressalta.  
 
Pelo concurso deste ano, Daniela Camargo foi eleita a Rainha, com 156.738 votos e Bianca Pereira ficou com a faixa de Miss, com 98.518 votos.
 
A mãe da Princesa
Maria Eduarda e sua mãe Adriana: unidas por um sonhoAdriana Dal’Bó recorda que participou do concurso, no ano de 1989, quando tinha 18 anos e foi o segundo Rodeio de Jaguariúna. “A cidade era menor e as meninas eram convidadas. Fiquei com vergonha de participar naquela época e o desfile foi no Azulão com 10 meninas e cinco se classificariam. Eu não fui classificada, mas tive muito orgulho de fazer parte da festa porque era tudo muito novo”, relata.
 
Ela conta que o desfile foi no Azulão e as montarias eram no Campo do Padre. “Quem apresentou o meu desfile aquele ano foi a atriz Lúcia Verissimo e o show foi com a dupla Leandro e Leonardo. No dia seguinte, nós tivemos que desfilar em cima de um caminhão pelas ruas do centro, e apesar de ser simples era muito bacana e sinto orgulho de ter participado desse momento”, ressalta.
 
Ela relata que a sua filha cresceu ouvindo essas histórias. “Esse ano, ela disse que gostaria de participar, e achei melhor não porque a participante se expõe muito, mas como ela queria se inscrever incentivei a sua participação”, enaltece completando que o concurso de hoje é completamente diferente do realizado naquela época.  
 
“O que me espantou demais foi a maldade de algumas pessoas, com comentários horrorosos, como que teríamos comprado o G1 e isso me magoou muito. Comentários mexendo com os valores familiares e religiosos da minha família me magoaram muito e foram feitos por pessoas da minha cidade, e isso me entristeceu. Ao mesmo tempo, é muito satisfatório ver a minha cidade ser representada por uma jaguariunense”, frisa.
 
Compartilhe:
Comente: