Estrela da Mogiana

Notícias > Estrela em Foco

Estrela em Foco: Geísa relata paixão pela música e teatro em 22 anos de arte

por Gislaine Mathias em 02/03/2019 Participação no espetáculo Amor é Filme do Espaço Lis Coradi (Foto de Cleverson Mendes)A coluna Estrela em Foco destaca em sua primeira edição a história de dedicação à música e ao teatro, da funcionária pública, artista e cantora, Geísa Oliveira, que estará neste domingo, dia 3, e na terça-feira, 5, sendo uma das vocalistas do bloco Siricutico da Onça, no Carnaval de Jaguariúna, puxando as tradicionais marchinhas. Ela também integra o Grupo Já de Teatro e retornou as atividades de canto coral. São 22 anos de muita arte e uma trajetória de várias realizações.
 
Estrela da MogianaConte como surgiu o seu interesse pela música?
 
Geísa Oliveira - Desde criança eu tenho afinidade com a música, sempre aguardava com ansiedade pelos LPs de sambas de enredo do Rio de Janeiro, meu estado natal e rapidamente eu já cantava todos os sambas de cor. Mais tarde na adolescência, eu sempre ouvia a extinta e saudosa Rádio Morena. O meu gosto musical eu atribuo à influência do meu pai. Como me afinava com a música, procurei o Coral Municipal de Jaguariúna, onde me firmei como coralista. Depois disso, as afinidades com músicos da cidade me permitiram participar de eventos ligados à música, como na banda Balaio de Gato em carnavais e a gravação do Hino à Bandeira, num CD institucional da Prefeitura de Jaguariúna.
 
Estrela da Mogiana – Quando realmente percebeu que iria trilhar o caminho da música?
 
Geísa Oliveira -Acho que foi quando eu percebi que conseguia cantar canções no tempo e no tom (risos). E depois que eu entrei para o Coral Municipal, muitas vezes era convidada por músicos da cidade pra fazer uma participação em eventos, barzinhos, com uma música ou outra, e as canções da Marisa Monte eram certas (risos).
 
Estrela da Mogiana – Você já se apresentou em vários lugares. Cite alguns.
 
Geísa Oliveira - Ter me apresentado no Teatro Municipal de Paulínia com o Mamma Mia foi um requinte, um glamour. Mas, não menos importante, com o Coral Municipal, participei de apresentações na TV Cultura, no Programa Viola Minha Viola, apresentado pela saudosa Inezita Barroso, com o coral fui à Bahia, Minas Gerais e Santa Catarina, com o Grupo Já de Teatro, me apresentei em Minas Gerais, além de várias cidades da Região Metropolitana de Campinas.

Estrela da Mogiana – Quando o Carnaval entrou em sua vida?
 
Geísa Oliveira - Cantar marchinhas e sambas-enredo, canto desde criança, mas em público, fazendo Carnaval, há exatos 20 anos, quando fiz meu primeiro carnaval com a banda Balaio de Gato.
 
Estrela da Mogiana – Qual a importância de estar no elenco do musical Mamma Mia produzido pela Escola das Artes, em 2012?
 
Geísa Oliveira - Participei do Mamma Mia a convite da direção da Escola das Artes. Protagonizei a personagem principal. Foi uma experiência bastante valiosa. Cantar e interpretar são duas coisas que eu gosto muito, então o Mamma Mia foi uma possibilidade de realizar essas duas modalidades.
 
Estrela da Mogiana – Qual considera o momento mais marcante na música?
 
Geísa Oliveira - Na música em geral, eu considero a Bossa Nova o momento mais marcante, e na minha vida, como artista, foi ter feito o Carnaval grávida do meu filho.
 
Estrela da Mogiana – Como é sua preparação para enfrentar a folia de momo praça?
 
Geísa Oliveira - Minha preparação é ouvir as canções e alguns ensaios com a bateria e harmonia.
 
Estrela da Mogiana – Quando começou se dedicar também a interpretação?
 
Geísa Oliveira - Participei em 1997 de uma oficina de teatro clown, onde surgiu o Grupo Já de Teatro. Em 1998, participei com meu primeiro espetáculo da Semana Cultural de Jaguariúna com “Sapo de Fora não Chia”. Nesse ano, o espetáculo “O Papa-Defunto” foi o vencedor da Semana Cultural e eu ganhei o prêmio de melhor atriz coadjuvante. Nessa minha atuação, eu também cantava, começando minha vida de “cantriz”.
 
Estrela da Mogiana – O que representa o teatro e a música na sua vida?
 
Geísa Oliveira - A música e o teatro me possibilitam ter uma visão mais ampla do mundo, expandem meu crescimento como ser humano, me auxiliam na comunicação, na criatividade e no convívio social. A Arte me possibilita construir e rever a minha identidade a cada dia e me proporciona um melhor convívio comigo mesma e com outros indivíduos.

Geísa no musical Mamma Mia, sucesso em Jaguariúna e no Teatro de Paulínia
 
Compartilhe:
Comente: